terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

O Beija-Flor

a rosa esta linda na calada da noite
eu sinto que seu perfume esta querendo me dizer algo
Ao aproximar o colibri que ao beija-la sai voando aos pranto

Não ame uma rosa
seus espinhos machuca e seu perfume inebria
seu vermelho é um calice de sangue
onde se perde nos labirintos de suas petalas

Nesta manhã cinzenta a rosa se desabrocha
E seu perfume vai atraz de outra vitima
assim como a viuva negra ama suas vititmas
com um amor falsamente puro

Outro colibri vai beija-la e se perdidamente apaixonar
E ao se perder na voltas de suas petalas
vai ser ferir dos mais cruel espinho
Quando ver que outros colibri beija sua flor

2 comentários:

Apaixonados disse...

Muito bonito!

Parabéns.

Thai

Roale Romel disse...

obrigado, Thai :)